Impressão 3D

A tecnologia de impressão 3D está passando a figurar no dia a dia das mais diversas atividades.

Engenheiros, projetistas, designer, arquitetos, médicos, dentistas, estudantes de ensino médio e fundamental, artistas e hobbystas estão descobrindo como materializar suas ideias de uma forma simples, barata e rápida.

A impressão 3D teve inicio da década de 90 mas era muito cara e complexa, o que a limitava apenas a grandes indústrias e centros de pesquisa.

Com a popularização de sua produção e maior alcance da tecnologia seu uso passou a ser viável para todas as áreas.

Veja abaixo os principais setores em que é utilizada a impressão 3D:

Todas as áreas do conhecimento humano partem sempre da educação. Seja um engenheiro, um médico ou um advogado todo seu conhecimento começa numa instituição de ensino.

Assim sendo, nada mais natural que todas as novas tecnologias partam desse setor.

Desenhar em 3D e depois reproduzir numa impressora está se tornando tão natural quanto imprimir um texto ou imagem numa impressora convencional.

A integração de matérias (Steam- Science, Technology, Engineer, Arts e Mathematics), utilizada hoje por muitas instituições de ensino, podem promover infinitas aplicações integradas tais como:

Robótica

Ciências

Matemática

Física

Geografia

O setor industrial é um dos mais beneficiados com a tecnologia de impressão 3D.

Protótipos de design, protótipos funcionais, produção de pequenos lotes de peças e até em modelos para simulação podem ser muito rapidamente materializados sem a necessidade de incluir processos produtivos convencionais que além de caros são demorados.

Um dos grandes problemas da indústria é a cara produção e armazenamento de ferramentais para injeção/extrusão de plástico que após alguns anos se desgastam ou mesmo tornam-se obsoletos, mas que necessitam serem guardados para reposição de peças de produtos que já saíram de linha.

Isso faz com que um dos custos de produção a serem considerados nos projetos é justamente o “armazém” de ferramentais, problema esse que não existira no futuro pois as peças serão armazenadas digitalmente.

Veja abaixo alguns modelos voltados à indústria:

Projetos estruturais ou mecânico pode facilmente ser materializados para análise

Projetos de prédios, casas indústrias, móveis, utensílios podem ser facilmente impressos para análises tanto estéticas quanto funcionais. Falha no equilíbrio, pontos que a iluminação não causa o efeito desejado entre outros detalhes.

A área da saúde tem as mais impressionantes aplicações na impressão 3D. Impressões de partes do corpo para planejamento cirúrgico, próteses, órteses, arcadas dentárias para testes de implante são algumas das aplicações nesse setor. Em breve espera-se que imprimir órgãos humanos seja uma realidade. Em 2017 um grupo de médicos precisavam fazer uma complicada cirurgia para separação de irmãs siamesas que estavam grudadas pela cabeça, através da impressão.

A produção de desenhos em 3D tornou-se corriqueira nesse meio, no entanto a produção de modelos ainda era custosa e demorada pois os meios convencionais exigem profissionais muito especializados e caros.

Com a impressão 3D protótipos para estudo de forma, simulações de grandes esculturas e mesmo peças decorativas funcionais passaram a serem produzidas de forma rápida e barata.

Como hobby a impressão 3D permite a criação de uma série de objetos para uso próprio como utensílios domésticos, acessórios e suportes, personagens de filmes, entre outros.

Muitos brinquedos podem ser consertados onde antes não havia peça de reposição, adaptações em funcionalidades, complementos de partes e projetos próprios são algumas das atividades que um hobbysta pode executar com a impressão 3D.